Análise de mapeamento de biomassa e carbono no Estado de São Paulo

Autores

Nathália Nascimento
Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Rafael Barreiro Chaves
Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo
Pedro Henrique Brancalion
Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Palavras-chave:

Biomassa, Políticas públicas, Ecossistemas (Restauração), Carbono

Sinopse

Esta Nota Técnico-Científica 3 integra a Série Biota Síntese e traz os resultados preliminares do mapeamento da biomassa acima do solo e do potencial de aumento da biomassa no futuro no estado de São Paulo. O objetivo principal deste material é auxiliar o Governo do Estado de São Paulo, parceiro institucional do projeto Biota Síntese, a planejar ações estratégicas e o desenvolvimento de políticas públicas relacionadas ao carbono no estado. Isso envolve considerar tanto o potencial de sequestro e o estoque de carbono existente na biomassa atual do estado quanto os possíveis ganhos de biomassa por meio de iniciativas de restauração de ecossistemas. Adicionalmente, a nota pretende informar a sociedade, de forma mais ampla, sobre a importância desse assunto, que vem ganhando maior atenção não só do poder público e das universidades, mas também da sociedade civil e do setor privado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathália Nascimento, Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados

Geógrafa, doutora em Ciência do Sistema Terrestre pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Desenvolve estudos em modelagem de sistemas socioambientais e políticas públicas, com ênfase em dinâmicas de cobertura florestal e políticas ambientais. É pesqui- sadora de pós-doutorado no projeto Biota Síntese, atuando no desafio de “Restauração de paisagens florestais e economia de base florestal”, onde desenvolve estudos sobre restauração florestal e sua relação com a ciclagem de carbono.

Rafael Barreiro Chaves, Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo

É especialista ambiental da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo (SEMIL), onde trabalha desde 2009 com foco em políticas e programas de restauração de ecossistemas, serviços ecossistêmicos, e na coprodução de ciência e política pública. Vice-diretor do projeto Biota Síntese, é interlocutor da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística em diversas pesquisas acadêmicas, promovendo a interface com políticas estaduais. Graduado em Ecologia pela UNESP e doutorando em Ecologia pela USP, é conselheiro da Sociedade Brasileira de Restauração Ecológica e do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica.

Pedro Henrique Brancalion, Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Especialista em finanças sustentáveis e projetos de desenvolvimento em Bioeconomia. Atuou como diretor em projetos de parcerias e monitoramento de unidades de conservação, desenvolveu projetos para organismos multilaterais como o BID, PNUD e ONU Meio Ambiente e Fundação Boticário. É atualmente pós-doutorando pela ESALQ-USP no Departamento de Ciências do Solo, onde desenvolve pesquisas sobre Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). É doutor em Geografia pela Université Paris 1 - Panthéon Sorbonne e pela USP.

Downloads

Publicado

maio 4, 2024
COMO CITAR

Licença

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.